Qual o principal modelo de fichamento?


Um fichamento é uma técnica de estudo que trata de uma forma diferente de fazer um resumo. Muito utilizado em graduações, é um forte aliado dos estudantes na hora de estudar, dada sua praticidade e a facilidade que propicia ao retomar o conteúdo!

Diferente de um resumo, o fichamento é comumente feito em tópicos ou fichas, por isso recebe este nome.

Um bom fichamento de texto traz as seguintes vantagens para o estudante:

  • Otimização do conteúdo, através de uma anotação apenas do que for essencial
  • Fonte de referência, de acordo com os modelos de fichamento
  • Catálogo de informações
  • Praticidade para os estudos
  • Auxilia na memorização

Ficou interessado? Então vamos te ensinar sobre os tipos de fichamento e como fazê-los, para que você possa dominar essa técnica incrível de estudo!

O que preciso para saber como fazer um fichamento?

Para aprender a fazer um fichamento, o primeiro passo é aprender a sublinhar. Sublinhar consiste em selecionar palavras ou partes de parágrafos com o intuito de evidenciá-los. Você pode utilizar marcadores de textos ou qualquer coisa que preferir para fazer o destaque, só é importante considerar esses pontos:

  • Não sublinhe na primeira leitura, leia o texto inteiro uma vez e depois pense em sublinhar
  • Sublinhe apenas as ideias principais ou palavras chave
  • Destaque passagens que despertem dúvidas, utilizando pontos de interrogação ou marcadores diferenciados
  • Utilize das notas de aulas ou conclusões para complementar o texto
  • Marque os significados de palavras que você não conhecer, o dicionário é um grande aliado!

Esses pontos são importantíssimos para fazer um bom fichamento. Lembrando que ele deve ser uma ferramenta de recuperação do conteúdo, além de uma ferramenta de aprendizado, portanto é necessário ler o texto narrativo pronto antes de pensar em fichá-lo.

O primeiro ponto da leitura, mesmo que você não compreenda tudo sobre o texto logo de início, é entender pelo menos o seu objetivo. Do que o texto trata.

Assim, em uma segunda leitura e na hora de fichar, você poderá grifar os pontos chave e compilar apenas as partes essenciais.

São três os tipos de fichamento

Existem três tipos de fichamentos, são eles:

  • Fichamento de citação

Como o nome diz, é uma coletânea das principais citações de um texto. Para isso, é importantíssimo se atentar ao formato em que registra as citações, para que não fiquem muito confusas. Em caso de partes omitidas da citação, pode utilizar as reticências entre parênteses ou colchetes para manter o sentido do texto.

As citações geralmente são a base dos argumentos ou as principais ferramentas de apresentação de um conceito, portanto um fichamento de citação bem feito pode ajudar muito na memorização!

  • Fichamento de resumo ou fichamento textual

Consiste num fichamento em que são inseridas as ideias principais do texto, porém com suas palavras. Você pode fazer uma paráfrase do texto, apenas o esforço de tentar reescrevê-lo com outras palavras funciona como um bom exercício de memorização e compreensão.

Neste tipo de fichamento também podem ser inseridas citações, porém a prioridade é tentar reescrever os conceitos.

Aqui, há liberdade também para elaborar críticas ou expressar sua opinião ou conclusões que tiver sobre o assunto!

  • Fichamento bibliográfico

É o modelo mais simples de fichamento, consiste num compilado das ideias do texto através de tópicos. Assim, é basicamente uma reunião de citações indiretas em que você registra as principais ideias, a autoria e o local em que aparecem. Através deste fichamento você consegue um bom catálogo para retomar a citações específicas ou conceitos específicos sempre que precisar de alguma referência.

Fichamento de citação, de bibliografia ou de resumo?

Agora que você conhece os três tipos de fichamentos, basta escolher qual é a melhor opção para o seu objetivo! Para além disso, caso queira um conteúdo mais completo, você pode optar por fazer um fichamento que abranja os três tipos! Nesse sentido, a estrutura seria a seguinte:

  • Fonte

A primeira etapa, logo após o cabeçalho, é indicar a fonte para o fichamento, ou seja, o livro ou texto que será fichado. 

  • Localização

Não é essencial, mas caso queira fazer um trabalho completo que será mantido por muitos anos, pode ser prudente inserir de onde retirou o texto. Por exemplo: Livro de biblioteca pessoal, ou retirado da internet em algum domínio específico.

  • Capítulo

Nesta parte é inserido o capítulo que será fichado.

  • Esquema, citações e observações:

Aqui começa o conteúdo do fichamento. Você pode optar por catalogar em tópicos as principais ideias, em seguida fazer um mapeamento dos principais conceitos e por fim uma resenha crítica do que trata o capítulo. Desta maneira você terá os conceitos, as citações e um resumo parafraseado do conteúdo, o melhor dos três tipos de fichamentos em um só!

A melhor opção para fichamento de artigo

Para artigos, um fichamento é uma boa ferramenta de memorização. Como um artigo trata de uma publicação acadêmica por um autor específico, é recomendável utilizar um fichamento de bibliografia para apenas compilar as principais ideias presentes no artigo.

Lembrando que o fichamento pode ter a sua cara! Não precisa se ater a todas as regras e modelos, ele é uma ferramenta que deve ser utilizada como guia de estudos e para isso pode se adequar à maneira que você estuda.

Salvo em casos onde matérias de graduação exijam a entrega de um fichamento, nestes casos você precisa se ater aos requisitos específicos de cada professor.

Como os artigos são muito comuns e frequentemente lidos nas graduações, uma boa ideia é manter um modelo de fichamento de artigo pronto para que você possa apenas adaptá-lo a outros conteúdos.

A diferença de fichamento de resumo

A principal diferença entre fichamento e resumo está na estrutura. Um fichamento precisa de um cabeçalho, de tópicos, ele é um modelo específico de conteúdo. Apesar disso, o fichamento pode conter trechos de resumos. 

Muitos alunos confundem resumos com fichamentos e isso, ao todo, não é muito prejudicial. Acontece que em momentos da graduação podem ser exigidos especificamente fichamentos e entregar um resumo acarretaria em entregar o conteúdo de forma errada.

Por isso, atente-se à estrutura do seu fichamento! Ele deve possuir:

  • Cabeçalho
  • Texto que está sendo trabalhado
  • Modelo de fichamento

É possível encontrar na internet modelos de resumo de TCC para que você possa comparar e perceber as diferenças explícitas entre um fichamento e um resumo. Um fichamento pode muito bem ser feito inteiramente em tópicos ou citações, já um resumo exige um texto em prosa. As diferenças entre fichamento de resumo pronto são basicamente essas!

Confira um fichamento pronto exemplo

Confira a seguir um breve trecho de um modelo de fichamento pronto:

  • Fonte: 

CATANI, Afrânio Mendes. O que é capitalismo. 9. ed. Coleção Primeiros Passos. São Paulo:  Brasiliense, 1982. 

  • Localização: 

Biblioteca pessoal. 

  • Capítulo: 

Introdução 

  • Culturalismo:  

– Fatores externos à economia; 

–  Modo de pensar as relações sociais => Reforma protestante (Luteranismo e Calvinismo, século XVI); 

– Ética protestante: valorização do trabalho, vocação, busca da salvação individual, predestinação, riqueza, poupança) x Ética do capitalismo (mentalidade, espírito); 

–  Capitalismo => provisão industrial de necessidades de uma comunidade; método de empresa; estabelecimento capitalista racional; contabilidade do capital; 

  • Citação: 

“A ideia principal neste modo de pensar refere-se à extrema valorização do trabalho, da prática de uma profissão (vocação) na busca da salvação individual. A criação de riquezas e poupança seria um sinal de que o indivíduo pertenceria ao grupo dos “predestinados”. O conjunto destas ideias formaria o fundamento de uma ética, elaborada pela Reforma, que implica a aceitação de princípios, normas para conduta, que seriam a expressão de uma “mentalidade” e de um “espírito” capitalista.” pp. 7-8

Este é apenas um modelo de exemplo, que abrange tanto os tópicos quanto uma citação. Você pode optar por fazer um fichamento exclusivamente de tópicos ou exclusivamente de citações, vai ao seu melhor critério!

As normas ABNT no fichamento

A não ser que requisitado pelo professor, um fichamento não precisa seguir as normas ABNT. É, porém, prudente fazê-lo nos modelos mesmo assim! Isto porque o fichamento servirá como base para que você volte e consulte os registros feitos nele. Se ele estiver formatado no padrão ABNT, será muito mais fácil de utilizá-lo para copiar as referências ou citações que você precisar. Além do fato de que fazendo assim você já pratica manter todas as publicações padronizadas às normas! Um fichamento bem feito pode fazer a diferença entre ser capaz de concluir o TCC ao final do curso ou estar buscando como comprar TCC valor no Google!

Autora: Sofia Barros Cunha
Editor do Site em comprartcc.com.br