Tipos de TCC: conheça os trabalhos de conclusão de curso mais comuns

Você, estudante de curso superior de graduação, com certeza já sabe que no final da faculdade um trabalhão te espera. Estamos falando do TCC, ou Trabalho de Conclusão de Curso, no seu nome completo. Nem todos estão familiarizados com isso, mas dependendo da área e da universidade que você esteja cursando, existem várias formas finais para um TCC, e é isso o que abordaremos aqui.

Além disso, contaremos um pouco sobre a possibilidade de comprar TCC ou trabalhos acadêmicos prontos, isso de maneira simples, fácil e totalmente legal. Confira a seguir tudo sobre os tipos de TCC existentes e suas características!

Modelos – Trabalhos de Conclusão de Curso

Modelo de Trabalho de conclusão de curso pronto (pdf)

Projeto de Trabalho de Curso pronto (pdf)

Os principais tipos de TCC

Explicaremos alguns detalhes sobre três tipos específicos de TCC: a Monografia, o Estudo de Caso e o Artigo Acadêmico. Entretanto, como o título desta seção já sugere, estes são os principais tipos de TCC, o que não significa que sejam os únicos.

Ou seja, dependendo do curso de graduação que você tenha escolhido, às vezes outros tipos além destes podem estar disponíveis. É comum que algumas faculdades de publicidade tenham um plano de comunicação completo como um tipo possível de TCC, enquanto faculdades de arte ou design geralmente pedem projetos práticos ao final da graduação.

De qualquer forma, confira mais detalhes sobre os três tipos de TCC mais comuns:

Monografia – O trabalho mais denso e complexo

A monografia nada mais é do que uma tese, que pode ser de tamanho curto para uma graduação, médio para um mestrado e maior para um doutorado. Acontece que a estrutura e o que se espera de uma monografia é sempre mais ou menos o mesmo. O objetivo principal é que o aluno autor da monografia incida sobre o debate acadêmico acerca de um determinado tema.

O grande desafio de uma monografia fica por conta dos critérios científico-acadêmicos que devem ser seguidos pelo autor. Por se tratar de um estudo formal sobre um determinado tema, é importante que o trabalho conte com todos os elementos textuais, pré-textuais e pós-textuais requeridos pela ABNT na redação de uma monografia ou trabalho acadêmico.

Em contrapartida, para os alunos que estejam interessados em seguir uma carreira acadêmica, a monografia é, de longe, o tipo de TCC mais recomendável, já que pode abrir muitas portas para bolsas de pesquisa, cursos de mestrado, doutorado e outros tipos de pós-graduação acadêmica.

Estudo de Caso – o trabalho mais prático

Alguns cursos podem ser concluídos com um mero estudo de caso, muitas vezes que pode ser feito até mesmo em grupos de duas a cinco pessoas. O estudo de caso não seria nada mais do que uma pequena porção da monografia completa de um determinado tema, só que geralmente voltado para algo mais concreto e específico.

Portanto, vemos a opção de um estudo de caso como um tipo de TCC admissível apenas em alguns cursos mais técnicos ou até no caso de pós-graduações de negócios, voltadas para o mundo corporativo. Em faculdades e cursos de pós-graduação de marketing, por exemplo, muitas vezes é solicitado um estudo de caso completo como TCC.

Artigo Acadêmico – Publicação curta e sucinta

Enquanto o estudo de caso é um fragmento de uma monografia, o artigo acadêmico funciona mais ou menos como uma monografia encurtada. Ou seja, apresentará mais ou menos a mesma estrutura, mas num formato de aproximadamente de 10 a 20 páginas. Muito mais curto e resumido do que uma monografia, que costuma apresentar centenas de páginas no total.

Isso não significa que o artigo acadêmico demande menos seriedade com relação às diretrizes científicas e acadêmicas de pesquisa. Existem diversos requisitos importantes para que um artigo científico seja aprovado pela banca examinadora, o que inclui as referências e citações organizadas da maneira correta, uma estrutura lógica que permita a revisão por outros acadêmicos, entre outras coisas.

É importante também lembrar que os artigos acadêmicos costumam ser escritos para que sejam publicados em revistas e periódicos da área de estudo em questão. Isso significa que seu artigo será submetido à revisão por pares, e estará sujeito a necessidade de alterações e melhorias, geralmente solicitadas quando passam por este processo.

Tipos de metodologia para TCC

Todos os modelos de projeto de tcc que você encontrar pelos livros e pela internet terão uma parte em que você deverá detalhar a metodologia utilizada no estudo. Caso não esteja claro e você não seja familiarizado a esta terminologia, a metodologia nada mais é do que o conjunto de técnicas e métodos que serão aplicados para que você possa estudar e interpretar o fenômeno que está sendo abordado no seu TCC.

Geralmente, as metodologias têm a ver diretamente com a parte de como você irá desempenhar sua pesquisa. Veja os tipos de metodologia para TCC mais comuns:

  • Pesquisas qualitativas

Quando falamos de uma pesquisa qualitativa, estamos nos referindo a um tipo de trabalho que foca numa análise mais focada e detalhada. Ou seja, uma pesquisa qualitativa em uma entrevista seria refletida com perguntas complexas e não perguntas de “sim ou não”.

  • Pesquisas quantitativas

Ao contrário de uma pesquisa qualitativa, no caso da abordagem quantitativa buscamos fenômenos quantificáveis. No exemplo da entrevista e dos tipos de pergunta, aqui sim nos interessaria mais uma pergunta de “sim ou não”, ou de múltipla escolha, onde poderíamos fazer estatísticas e gráficos falando sobre seus resultados.

  • Pesquisas exploratórias

A pesquisa exploratória tem a ver com o autor explorar teoricamente e empiricamente uma determinada área de estudos. Nas pesquisas exploratórias, o objetivo é ir atrás de todas as informações, pontos de vista e vieses possíveis sobre o tema estudado.

  • Pesquisas etnográficas

As pesquisas etnográficas costumam ser utilizadas em cursos de humanas, mais especificamente em antropologia, sociologia e até às vezes em filosofia. O objetivo de uma etnografia (ou pesquisa etnográfica) é proporcionar uma investigação imersiva sobre uma determinada etnia, povo, cultura ou sociedade.

  • Pesquisas documentais

As pesquisas deste tipo geralmente têm um caráter historiográfico, com o aluno tendo que recorrer a documentos e evidências histórias originais para remontar ou criar uma narrativa com base nos fatos observáveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *