Como fazer uma boa redação

Apesar de estarmos em um período de isolamento, as tarefas acadêmicas ainda estão em vigor e, com certeza, as redações são um tipo de texto muito solicitado pelos seus professores. Se for o seu caso, leve em consideração as dicas a seguir para fazer uma redação acadêmica bem estruturada.

Embora a primeira coisa a ter clareza sobre a capacidade de escrever uma redação seja a estrutura, não se trata apenas disso, pois também existem outros fatores que influenciam sua qualidade. Seja para saber como fazer uma boa redação encceja, seja para saber como fazer uma resenha crítica, veja algumas dicas abaixo!

Como fazer uma redação dissertativa

De início, podemos definir uma redação em três partes de acordo com sua estrutura: introdução, desenvolvimento e conclusão. Mas o que cada um deles deve conter? Afinal, como fazer uma redação argumentativa?

Redação como fazer? Calma, não fique nervoso pois você, lá no fundo, sabe como fazer redação, sabe como fazer resumo de tcc e todas essas coisas. Além disso, em último caso, sem existe a possibilidade de comprar TCC através de ferramentas e sites que você encontra pela internet.

Em sites como o Studybay, é possível comprar trabalhos acadêmicos e outros tipos de textos e redações, tudo bastante rápido e fácil. Como fazer isso? Não tem muito mistério… basicamente o que este site faz é conectar você e estudantes de todo o mundo a professores ou escritores profissionais, que irão oferecer a ajuda que você precisa para deslanchar nas suas habilidades de redação e escrita. Isso sem contar em todo o suporte que estes profissionais podem dar a você alinhando as expectativas da sua instituição de ensino com o que você vai entregar no seu trabalho.

Introdução de redação

Assim que a estrutura estiver clara, há uma série de dicas que o ajudarão a melhorar a captura de suas ideias e, por fim, a conseguir escrever melhor sua redação. Observe as seis dicas que oferecemos a seguir:

Por mais ordenada que seja a estrutura da redação, é necessário que o assunto em questão seja de grande relevância. Aborde os problemas atuais e escreva tendo o público-alvo em mente. Verifique a mídia local e aprenda sobre as questões discutidas.

Procure fontes confiáveis ​​de onde obter informações para a sua redação. Certamente, a biblioteca de seu bairro ou cidade pode ajudá-lo a encontrar a documentação de que você precisa. Caso prefira pesquisar as informações na internet, certifique-se de que seu professor é a favor ou contra o uso da Wikipedia como fonte. Encontre ensaios escritos por profissionais que tratam do tema que você pretende desenvolver e aprenda sobre estilos, tipos, conteúdos, etc.

Conclusão de redação

As redações não sempre pretendem esgotar todas as possibilidades de um tema, mas sim foca apenas uma parte dele. Evite escrever parágrafos e parágrafos de outros aspectos do tópico em questão.

Use frases curtas, assim, isso dará dinamismo ao texto e manterá a atenção do leitor. É uma forma de evitar entediar o seu público e que as ideias sejam concretas. Por mais objetivo que sua redação deva ser, recomenda-se que, após a conclusão, inclua um parágrafo que estimule a reflexão e tente mudar a perspectiva do leitor sobre o tema.

Redação perfeita: dicas de como fazer

Todo conto, por mais curto que seja, tem uma abordagem, um nó e uma mudança final. Pode parecer mais fácil do que escrever um romance, pois é um texto mais curto, mas é precisamente a necessidade de ser breve que o complica. Seguir essas 7 etapas ajudará você a escrever uma boa história.

1. Escolha um assunto

Escolha um assunto e capture uma cena específica. Uma história deve ser curta para que você não conte todos os detalhes do enredo. Concentre-se na cena e trabalhe nela. Para ficar na mente do leitor, uma história deve cobrir uma história em um curto espaço de tempo.

2. Narrador

É importante que o tipo de narrador que você escolher (onisciente, terceira pessoa) seja único. Não altere o cadastro ou enganará seus leitores e a leitura não fará sentido. A mudança de narrador é mais típica dos romances, mas, em uma história, o narrador deve ser sempre o mesmo.

3. Personagens

Escolha seu personagem ou personagens e não demore em apresentá-los. Não carregue a história de personagens, três no máximo. E, acima de tudo, não esconda detalhes sobre sua personalidade, idade ou nome, o leitor de uma história deve saber desde o início quem está envolvido na cena.

4. A reviravolta

Cada história tem uma introdução, um desenvolvimento e uma mudança final. Sem mudança, não há história. Alguma coisa na cena da história deve mudar e, para isso, algo deve acontecer. Não é preciso matar ninguém, a mudança pode ser de qualquer tipo, mas perceptível ao leitor. É isso que vai surpreender e tornar a história efetiva.

5. Pistas

Para causar a mudança na história, você não pode fazer isso sem avisar. Os personagens, a própria cena ou o narrador devem dar alguma indicação do que vai acontecer. Claro, você deve ser sutil, para que a história não seja revelada.

6. Técnicas de desbloqueio

O escritor sempre se depara com momentos como o temido horror da página em branco. Se acontecer com você, considere-o algo natural. Para sair dessa situação, existem técnicas de desbloqueio muito úteis. A mais simples e eficaz é a técnica “Lembro-me”. Lembre-se de uma história de sua infância, qualquer pessoa, e escreva-a começando com a frase “Eu me lembro …”. Você verá como, a partir dessa história, descobrirá milhares de possibilidades. Existem grandes histórias de escritores famosos que começam assim.

7. Corretor

Por fim, e para que nada estrague sua história, passe-a por um corretor ortográfico para evitar erros e inconsistências. Cuide das pontuações, acentos e outras regras fundamentais de composição para que sua história seja um sucesso.

Como fazer uma redação Ensino Fundamental

As partes de uma redação básica podem ser consideradas de nossa parte como uma forma de nos aprofundarmos melhor na elaboração de um texto sob este tipo de estilo muito particular. A estrutura de uma redação é geralmente concebida sob a ideia clássica de uma introdução, do conteúdo que vamos desenvolver e de uma conclusão.

Vale ressaltar que a redação não possui uma estrutura definida para sua elaboração, aqui apenas damos uma ideia básica de como enfrentar este tipo de situação.

A introdução seria a parte inicial do ensaio, nesta seção devemos nos concentrar na apresentação de cada um dos tópicos e pontos que pretendemos desenvolver na redação. Também é possível ao autor dar algumas pistas para as hipóteses ou conclusões que pretende levantar no corpo do texto.

O desenvolvimento é considerado como a parte espessa da redação, onde nos concentraremos na apresentação de cada um dos principais argumentos do nosso trabalho, considerando que cada escritor tem uma forma diferente de desenvolver suas ideias.

Por fim, é necessária uma conclusão. Este ponto na estrutura do ensaio se caracteriza por reunir cada uma das ideias principais que temos nomeado ao longo da redação, portanto, é uma condensação e reafirmação das ideias ou hipóteses levantadas no corpo do texto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *